Desafio 100×1 – Março

Olá amigos!

Lá fomos nós para mais um mês. Março se mostrou bem semelhante à fevereiro: jogamos razoavelmente, sem poder reclamar, porém sem poder festejar.

Foram 11 jogos diferentes, sendo quase todos jogos que temos em nossa coleção. E com isso chegamos bem perto da metade da nossa meta!

Confiram aí nosso resultado:

Continuar lendo Desafio 100×1 – Março

Anúncios

Desafio 100×1 – Fevereiro

Olá amigos!

Eu sei que já é quase o fim de Março, mas ainda não falamos sobre o Desafio 100×1 de fevereiro! Então cá estou.

Um pouco diferente de janeiro, dessa vez não tivemos tanto tempo para jogar, pois estamos com muitos projetos e atividades em andamento. Mesmo assim, acreditamos que o resultado foi bem gratificante.

Além da lista de jogos que jogamos pela primeira vez no ano, gostaríamos de ressaltar que também jogamos alguns outros, como Grasse e Sagrada (que estão na lista do desafio 10×10), Abstratus, New Eden Project (que não conta porque é da Potato, né?) e vários protótipos que ainda não podemos revelar.

Em fevereiro jogamos 13 jogos, isso nos dá 32/100 de nossa meta!

Continuar lendo Desafio 100×1 – Fevereiro

Desafio 100×1 – Janeiro

Olá amigos!

Lá se foi o primeiro mês do ano e também de nossa cruzada.

Sendo bem sincero, acho que começamos esse desafio muito bem, conseguindo aproveitar o período de “férias” – não foi bem férias, mas vamos fingir – pra jogar com nossos amigos e provar títulos que ainda não conhecíamos.

Em janeiro jogamos 19 jogos, e até ficamos com a sensação de que daria pra ter jogado um pouquinho mais.

Continuar lendo Desafio 100×1 – Janeiro

Desafios 2019 – Introdução

Olá amigos!

Cá estamos nós, em um novo ano.
Dessa vez, além de nossas novidades quanto às publicações, trazemos também um desafio. Ou melhor, 2 desafios!

Já conhecidos na comunidade boardgamer, os desafios 10×10 e 100×1, em 2019, serão uma meta a ser batida pela equipe da Potato Cat (vulgo Sr. e Sra. Meow).

Tomamos essa decisão por alguns motivos. Primeiro porque é sempre divertido se desafiar, principalmente quando sua missão é… jogar! Segundo porque ambos os desafios serão bem valiosos pra gente, não só como jogadores, mas também como game designers e editores, pois conheceremos novos jogos e exploraremos mais a fundo jogos que já conhecemos. E terceiro, porque assim teremos um conteúdo bem interessante pra trazer, ao longo dos meses, aqui ao nosso blog.

Sendo assim, vamos deixar aqui algumas regrinhas e explicações de como vai funcionar cada desafio:

Continuar lendo Desafios 2019 – Introdução

1º Desafio Lúdico

Olá amigos, Gato Batata falando aqui!

Hoje eu vim falar sobre algo um pouco diferente. É uma mistura de notícia e resenha sobre o 1º Desafio Lúdico.

Mas afinal, o que é esse tal de desafio?

Bom, na verdade, ele é mais uma brincadeira criada no grupo de desenvolvedores de jogos, o Desenvolvedores de Boardgames, Cardgames e afins, que nasceu depois do Diversão Offline SP, em março desse ano (2018).

Acontece que, durante o evento, a Ludeka presenteou vários game designers com um kit de componentes em branco, para que eles pudessem criar seus próprios jogos a partir do zero. Nesse kit temos cartas, tokens, dados, meeples e até um bloquinho de anotações. Com certeza, dá pra criar muitas coisas diferentes com esse material, não é mesmo?

Animado com essa iniciativa da Ludeka, o Adley Oliveira declarou aberto, no dia 13 de março, o 1º Desafio Lúdico!

Continuar lendo 1º Desafio Lúdico

Bastidores #04 – Áreas de atuação no ramo de Board Games

Eu quero trabalhar com Jogos! Mas… como?!

Se minha batata assasse um pouco mais cada vez que me perguntam como eu, o Gato Batata, chegou onde chegou, eu certamente teria passado do ponto. É verdade que queremos – e muito – que as pessoas levem mais a sério o hobby, as capacidades do ludismo e tudo que envolve esse universo, mas é tanta coisa para se descobrir! Tanto território para cobrir! Muitas vezes alguém quer trabalhar com jogos, mas não sabe por onde começar, o que fazer, e acaba se afastando ou ficando perdido no meio do caminho.

Com a gente não foi diferente, sabe? Existem muitas nomenclaturas em cada um dos setores do conhecimento, e pode ser muito difícil chegar em algum lugar sem saber como as coisas funcionam. Pensando nisso, tento eu aqui, humildemente, trazer um pouco de luz e explicar as áreas envolvidas no universo dos jogos.

Que fique claro que, apesar de estar envolvido até o pescoço com o jogos, e apesar de Senhor e Senhora Meow terem passado por uma faculdade de Jogos Digitais, o que vai ser dito aqui pode não ser absoluto, mas talvez te ajude muito, ó entusiasta do mundo dos jogos, a entender melhor como funcionam as coisas. Ah, aliás, vamos focar um pouquinho mais nos jogos de mesa ou, como são comumente chamados hoje, jogos analógicos. Vamos lá?

Continuar lendo Bastidores #04 – Áreas de atuação no ramo de Board Games

Potato Cat – Bastidores #03

Analógico vs. Digital!

—–

Neste “Bastidores”, o simpático e humilde Gato Batata, que sou eu, traz até a você um pouco do debate sobre a escolha de plataforma para se produzir um jogo.

Lição aprendida: Toda ideia de jogo pode ser adaptada para PCs ou para mesas, mas será que todos da sua equipe são bons produzindo para as duas plataformas? Vale muito a pena atentar-se às habilidades de seus companheiros desenvolvedores na hora de bater o martelo a respeito disso.

Dica do Gato: Tome cuidado para não desvalorizar a sua ideia. Ela pode ser realmente boa, mas dependendo da forma que for aplicada, pode acabar se transformando em algo muito diferente daquilo que ela “nasceu para ser”. Mas lembre-se: o problema não é a mudança, mas sim a perda da essência que de fato deveria ser transmitida com a ideia.

—–

Desenvolver um jogo é algo tão desafiante quanto recompensante. Existem muitos elementos com os quais os game designers têm que se preocupar para fazer algo divertido e uma das análises mais interessantes cai sobre a plataforma do jogo.

Continuar lendo Potato Cat – Bastidores #03