Cartas a Vapor – DevLog #10

Os Cenários

—–

Seja muito bem-vindo(a) a Porto Alegre dos Amantes! Ah, espera, você já esteve por aqui pelo que parece. Conhece nossas engrenagens (baralho), nosso construtor (ferramentas) e até mesmo ouviu falar dos eventos sinistros que estão acontecendo por aqui (missões)… Como assim você não sabe como é a vista da Ilha dos Desencantos? Você não chegou de aerostato no Aerocampo Salgado Neto? Deve ter alguma coisa errada! Vamos mostrar para você algumas imagens para ver se elas refrescam sua memória! E quem vai lhe mostrar isso? Ora essas, eu! O guia mais batatoso dessas bandas, o Gato Batata! Vem comigo!

E se você perdeu alguma coisa ou deseja rever algo nos DevLogs de Cartas a Vapor, clica aqui e dá uma olhadinha em nosso resumo.

—–

Débito ou Crédito? Carne ou Salada? Bater ou Correr? Gatos ou Batatas? Ser ou não ser? Existem muitas questões aparentemente simples, porém cruelmente complexas quando pensamos nas escolhas e renúncias que devemos fazer para seguir um caminho. Esses dilemas geralmente estão presentes em jogos mais estratégicos, mas nem sempre são bem vindos.

O termo “Usabilidade” geralmente é utilizado para medir a Eficácia, a Eficiência e a Satisfação do usuário ao interagir com algo. Nesses termos, o designer sempre procura produzir algo que consiga atingir seu objetivo com precisão, em processos de fácil execução e de forma a trazer contentamento com o resultado final. Em um jogo, no entanto, percebemos que cabe aos designers trazer desafios, que podem impedir o jogador de chegar ao seu objetivo final e, em determinados casos, até mesmo trazer frustração para alguns jogadores.

pic1872452_lg
Quer jogar um jogo cooperativo por 6 horas e correr grandes de perder a partida? Eldritch Horror é o que você procura!

Este é um assunto bem extenso e técnico, mas que iremos encurtar bastante para irmos direto ao ponto: Nem sempre o dilema é bem vindo em todos os elementos do jogo. Se o desafio da jogabilidade é fazer sequências com o baralho, saber utilizar ferramentas e saber quando aproveitar os poderes dos personagens, por que iríamos complicar, por exemplo, a escolha de Missões e do número de partidas? Afinal, existem muitas missões, cada uma bem diferente da outra, e não achamos que o jogador deveria se preocupar em ficar escolhendo elas.

Por isso, e pelo desejo de aumentar ainda mais a ambientação do universo de Cartas a Vapor, criamos os Cenários.

Em resumo, são três cartas que, juntas, representam uma fotografia antiga de algum local importante de Porto Alegre dos Amantes e indicam quantas partidas serão jogadas e quais são as missões permitidas nessas partidas.

UsinaAll.jpg

No cenário acima, os jogadores jogarão uma “Melhor de Três” na Usina PhotoEléctrica de POA em uma das missões sorteadas – 1, 5 ou 8. A cada partida, os jogadores poderão escolher se irão querer uma nova missão ou jogar novamente a mesma.

Logo, temos o seguinte fluxo de jogo: Um cenário é escolhido. Esse cenário permite o sorteio de uma Missão entre um leque de opções. Em determinados casos, alguns eventos especiais podem estar ocorrendo no local da aventura, como especial “Alta Voltagem” do exemplo, que trazem uma reviravolta para a mecânica básica do jogo.

A maioria dos cenários não possui condições especiais, uma vez que é recomendado que apenas jogadores experientes optem por esse tipo de partida. Mas garantimos que são muito loucas e cheias de reviravoltas!

Uma curiosidade interessante e importante sobre estes cenários é que, a princípio, seriam feitos com computação gráfica apenas. Mas o resultado não ficou tão glamouroso quanto esperávamos, o que nos fez pensar bastante por um bom tempo.

Parte dos objetivos da Brasiliana Steampunk, marca que originou este universo brasileiro retrofuturista, é trazer informações históricas a respeito de nossa cultura, sem perder a magia, e aumentar a curiosidade de estudantes de diversas idades sobre nossa identidade. Aproveitando-nos deste conceito, decidimos utilizar fotos reais como base para nossos cenários, e o resultado está ficando estrondoso.

Muitos jogos se preocupam com a parte da ambientação, e o nosso não faz diferente. E por isso investimos na criação de cartas como essas:

AerocampoAll.jpg
Edições por Bruno Accioly

Sim! Duas grandes prévias numa tacada só! E se você achou essas cartas interessantes, você não perde por esperar as próximas prévias!

E se você não quiser mesmo esperar, que tal se juntar a nós em jogatinas esporádicas ao longo do mês? Acompanhe a página no Facebook do Gato Batata (que sou eu) para ficar por dentro dos locais e eventos aos quais nossa equipe irá comparecer. Ficaremos muito felizes em mostrar-lhe nossos protótipos cada vez melhores.

Anúncios

Publicado por

Potato Cat

Olá! Eu sou um gato. E uma batata. E também uma empresa de jogos. Leia um pouco do conteúdo desse blog e certamente você saberá bem mais sobre mim ;)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s